Aspectos importantes do Plano Financeiro

plano_financeiro

 

Aspectos importantes do Plano Financeiro e como calcular o retorno de investimento de um Plano de Negócio (Business Case)

Ultimamente temos nos deparado com alguns casos de insucessos em planos de negócio pela completa falta de um plano financeiro ou a falta de informações importantes para uma correta análise.

Não vou detalhar aqui um plano de negócio em sua totalidade com os seus devidos e mandatórios componentes como:

Sumário executivo; Análise de Mercado; Segmentação de clientes; Análise da concorrência; Análise de fornecedores; Plano de marketing; Plano operacional; Plano Financeiro; Análise de cenários; conclusão

Vamos falar aqui sobre o componente chamado de Plano financeiro.

Com as informações obtidas dos outros componentes do plano de negócio, certamente temos como elaborar um bom plano financeiro. Temos como elaborar boas estimativas gerando variáveis como plano A (realista), Plano B (otimista) e Plano C (pessimista).

Para escrever o plano financeiro é necessário que se coloque na ponta do lápis (detalhar ao máximo possível) tudo o que envolva dinheiro (ingressos e desembolsos) e quando (tempo) estes eventos ocorrerão, os investimentos necessários, o capital de giro requerido, quanto será a estimativa de receita e outros ganhos, se houverem  (matéria-prima, fornecedores, equipamentos, estabelecimentos físicos, domínios e hospedagem de lojas online, salários, marketing, etc).

Tudo isto apresentado deverá ser traduzido em números, e assim será possível dar o formato ao Plano Financeiro.

Com ele podemos analisar a viabilidade de compra de um novo equipamento, o lançamento de um novo produto, um novo negócio, análise de investimento em campanhas de marketing, etc.

Como costumamos dizer, os números falam por si só, ou seja, o resultado final do plano financeiro demonstrará a viabilidade ou não do projeto.

Como exemplo, procure categorizar suas informações em:

  1. Investimentos fixos
  2. Os bens que você deverá comprar para que seu negócio funcione de maneira adequada, tais quais equipamentos, máquinas, utensílios e móveis
  3. Capital de Giro (a compra de mercadorias para estoque inicial, pagamento de fornecedores e financiamento de vendas)
  4. Investimentos pré-operacionais (licenças, taxas, reformas de espaço físico etc.)

Tente estar mais próximo possível de números reais, você trabalhará com estimativas e não se preocupe caso algo fuja do descrito, para isto servem os cenários mencionados anteriormente.

A análise inicia como um demonstrativo de resultados, iremos colocar as receitas e despesas dentro do período de análise (um ano, 18/24 ou 36 meses, 5 ou 10 anos) apurando o resultado operacional do projeto, adicionado também aos investimentos iniciais necessários e o capital de giro. Chegaremos ao montante de capital necessário para este projeto e se o mesmo partirá de recursos próprios ou de terceiros, como investidores e bancos.

Caso seja necessária a busca por investidores ou empréstimos, ter o Plano de Negócios em mãos será essencial para a apresentação do projeto.

Após a definição do montante de capital requerido temos como calcular o retorno deste investimento e em quantos meses ele se paga.

Simples?  Talvez não seja, mas como mencionado anteriormente ter todas as informações ao menor nível de detalhe possível ajudará muito o êxito de seu plano de negócio.

Vamos analisar um exemplo, e considerando que a projeção futura do demonstrativo de resultado e todos os seus detalhes foram projetados.

Considerando uma empresa que tem hoje um lucro antes do Imposto de Renda de R$ 35.000.000,00 (trinta e cinco milhões).

E conforme a projeção de 10 anos desta empresa ela terá um crescimento de 5% ao ano do seu lucro ou seja R$ 1.750.000,00 (no primeiro ano).

Só que para sustentar este crescimento, ela terá que fazer um investimento em Imobilizado de R$ 12.000.000,00 iniciais, sendo que o período de depreciação deste Ativo Imobilizado será de 10 anos, R$ 1.2000.000,00 a cada ano.

Considerando uma taxa de atratividade de 10% ao ano.

(A Taxa de Atratividade é uma taxa de juros que representa o mínimo que um investidor se propõe a ganhar quando faz um investimento, ou o máximo que uma pessoa se propõe a pagar quando toma um financiamento)

Lucro Antes do Imposto de Renda no primeiro ano será:

R$ 1.750.000,00 de aumento no Lucro

(-)           R$ 1.200.000,00   depreciação adicional

R$     550.000,00

Olhando o Plano Financeiro este investimento não seria viável pois ao final de 10 anos ele ainda não se paga (-R$ 2.062.231). E se o Investido optar por fazer o investimento a Taxa Interna de Retorno seria -3.7% ao ano, enquanto a taxa de atratividade é de 10% ao ano, certamente o decisor não aprovaria da maneira em que se apresenta o resultado.

A taxa interna de retorno, é uma taxa de desconto calculada pelo período de analise com base na taxa de atratividade assumida, que quando aplicada a um fluxo de caixa, faz com que os valores do resultado sejam trazidos ao valor presente, e o resultado passível de comparação com a taxa de atratividade proposta pelo investidor (invisto na empresa ou no mercado financeiro?)

Vamos para um cenário otimista:

E se o aumento do lucro for de 10% a cada ano, como fica a nossa projeção?

O Projeto não se paga nos cinco primeiros anos, mas em 10 anos se paga e a taxa interna de retorno se iguala a taxa de atratividade e as chances de aprovação aumentam bastante.

O Ideal em uma análise a ser apresentada ao investidor ou decisor é de que a taxa interna de retorno seja maior que a taxa de atratividade.

Toda empresa que propor novos investimentos, campanhas promocionais, compras de imobilizado, etc. Deveria realizar este tipo de analise para garantir o justo retorno do investimento para o acionista.

Se sua empresa precisa avaliar um plano de investimentos, ou montar um plano de negócios vencedor. Procure a Direta Consultoria, com certeza podemos ajuda-lo.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VAMOS CONHECER O NOSSO TRABALHO?

Agende uma reunião!

CONTATO

Como Encontrar a Direta?

FALE CONOSCO

+55 11 98204-1154

E-MAIL

contato@diretaconsultoria.com.br

ESCRITÓRIO

São Paulo / SP

VAMOS TRABALHAR EM CONJUNTO?

Agende hoje mesmo!

Precisa de ajuda? Need Help?